Caos

1 comentário 🕔12:30, 26.Mar 2014

CAOS
(Premir no título para ver em detalhe)

Uma das formas que escolhi para representar a confusão que sinto em certos momentos, onde nada parece claro quando vejo, sinto, ouço, penso, creio.

Tipicamente egocêntrica, atuo, no início, onipresente, num centro que começa sentindo, depois vai pensando e, finalmente, elabora um universo próprio. Porém, nada obedece a este esquema criado e a vida lá fora de mim, se revela e se mescla comigo numa confusão cósmica, praticamente inaceitável, explodindo sobre mim com uma violência incrível, tentando me ensinar algo.

O centro se desespera e entra em pânico.

Esse movimento que parte do centro desesperado, gera imagens, figuras, histórias e personagens que se projetam em movimentos furiosos para fora, e se desenham com a vida, partindo para todas as direções. Percebo, então, que meu eu jaz no centro, anulado, fragmentando, tentando decifrar o que o caos está me contando e me mostrando.

O caos está dentro em mim e aceito que não há mais poder no pensamento (A Mente Mente) e sim somente o se deixar levar num único movimento, vertiginoso, lançando-se na direção para onde o grande poder decidir me levar. Passo a me tornar o todo e o todo passa a ser, diante do inevitável pensamento, o eterno caos para o qual tenho de ceder. Isso é o movimento de um único momento (Dinâmicas de um Momento). Quantas outras destruições serão necessárias?

Será que um dia tudo se silenciará na aceitação de que não sou a obra principal deste grande desenho divino? (Presença).

Sobre o autor / a autora

Lu Paternostro

Lu Paternostro

(Brasil) Chamo-me Luciana G. Paternostro mas assino minha produção artística como Lu Paternostro. Sou artista plástica, designer, ilustradora, amante da fotografia e da cultura tradicional brasileira. Nasci e vivo em São Paulo, na capital. Fui aluna de importantes artistas brasileiros como Julio Plaza, Nelson Leirner, Evandro Jardim, Regina Silveira, Donato Ferrari, Donato Chiarella. Já participei de várias exposições coletivas e de publicações do segmento da arte e design. Como designer desenvolvo ininterruptamente trabalhos com meu grafismo, particularmente a série “Mundos Intrincados”, desde a década de 80, gravitando entre a expressão artística, a arte aplicada, integrando as minhas ilustrações ao design de produtos e peças publicitárias. Atualmente exploro a arte multimídia também, migrando meus grafismos para um ambiente interativo, permitindo a participação do público na minha criação, explorando novos meios que permitem a fruição de meus desenhos, personagens, cenas e mundos intrincados que vou criando.

1 comentário

  1. 🕔 3:05, 27.Mar 2014

    caliman

    A primeira vez que vi a Lu era uma sombra soturna do trabalho do Serigio, seu marido, profissional, distanciando-se do que não lhe pertencia no momento, parecia interrogativa mas, apática. Na segunda vez em plena feira de Turismo trocamos idéias…uma verbalização magnífica, uma velocidade de raciocínio crítico pronta e coerente…perdoe-me Lu, só aí fui apreciar a exposição do Sergio sobre seu trabalho de iconização na Rede Tropical Hoteis, de lá pra cá, sou seu fã numero 2 (dois) já que sei que o Sergio é o numero um. Continue a brilhar seu talento aqui, acolá, em qualquer lugar!

    Responder comentário

Escrever um comentário 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *