<em>não sei quando cortámos os fios</em>

não sei quando cortámos os fios

0 comentários 🕔11:30, 31.Jul 2015

não sei quando cortámos os fios
que nos pendiam dos dedos
quando extinguimos o fogo do Lar
que queimava em todas as casas
e formava uma malha de luz
para distanciar as sombras

não sei quando esquecemos os nomes dos homens
nem os mantras que nos salvavam do abandono

não sei quando morremos

sei que ainda estamos mortos

Alcanhões, 21 de Julho de 2015 – 13h06

Samuel Pimenta

(inédito)

Sobre o autor / a autora

Samuel Pimenta

Samuel Pimenta

Samuel Pimenta nasceu a 26 de Fevereiro de 1990, em Alcanhões, Santarém (Portugal). Começou a escrever com 10 anos e licenciou-se em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa. Em 2012, começou a organizar tertúlias literárias. Nesse mesmo ano, venceu o Prémio Jovens Criadores na vertente de Literatura, promovido pelo Governo de Portugal e pelo Clube Português de Artes e Ideias. Recebeu, em 2014, a Comenda Luís Vaz de Camões, atribuída pela “Literarte – Associação Internacional de Escritores e Artistas”, no Brasil, assim como o Prémio Liberdade de Expressão 2014, atribuído pela Associação de Escritores de Angra dos Reis, Brasil. Tem participado em diversas conferências e encontros literários nacionais e internacionais e tem colaborado com publicações em Portugal, Brasil, Angola, Moçambique e Galiza. Actualmente, divide-se entre Lisboa e o Ribatejo, é cronista e escreve regularmente para o seu blog pessoal – samuelpimentablog.blogspot.com Obras Publicadas: – “Geo Metria”, Livros de Ontem, Lisboa, 2014 – “Geo Metria”, Editora Literarte, Rio de Janeiro, 2013 – “O relógio”, Livros de Ontem, Lisboa, 2013 – “O Escolhido”, Planeta Editora, Lisboa, 2009

Sem comentários

Ainda não há comentários

Ninguém deixou um comentário para este post ainda!

ESCREVA UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE POST

Escrever um comentário 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *