Mia Couto sobre <em>Os Ângulos da Casa</em>, de Hirondina Joshua

Mia Couto sobre Os Ângulos da Casa, de Hirondina Joshua

0 comentários 🕔09:15, 09.Jan 2017

Desnudar o vazio

Difícil apresentar quem fica bem para além de um prefácio. Hirondina Joshua não surgia agora, com este livro. Foi surgindo de forma subtil e firme com a sua palavra delicada e iluminada. Foi surgindo como uma claridade lunar até se impor não já como uma promessa futura mas como uma voz presente e segura no panorama das letras moçambicanas.

Poesia de natureza pessoalíssima, com tonalidades e ousadias invulgares que parecem querer, como ela mesmo anuncia, “desnudar o vazio”. O que Hirondina faz é afiar a palavra na pedra, aguçar o murmúrio que, na aparência doce, redesenha com uma lâmina o seu mundo interior. Estes poemas convidam-nos a um passeio pelas ruas que às vezes são nossas, uma visita a um quotidiano que sendo familiar nos é estranho porque nele se fala um idioma a que Hirondina chama “a língua dos céus”. Visitemos pois os ângulos desta casa que ela construiu com o redondo da palavra.

Este é um livro merecido e merecedor da poesia que, sendo de estreia, é já de uma autora que encontrou a sua própria voz. E essa conquista – o tomar posse de uma linguagem única e inimitável – é o que qualquer autor busca durante toda a sua vida. Hirondina chegou. E a poesia já estava nela.

Mia Couto

*

Nota: O livro de Hirondina Joshua Os Ângulos da Casa foi publicada pela Fundação Fernando Leite Couto em 2016.

Sobre o autor / a autora

Sem comentários

Ainda não há comentários

Ninguém deixou um comentário para este post ainda!

ESCREVA UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE POST

Escrever um comentário 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *