<em>O impredicíbel</em>, poema inédito

O impredicíbel, poema inédito

0 comentários 🕔11:00, 13.Abr 2017

Se camiñamos xuntxs terás que saber que
Podo ir soa. Pero vou ir contigo.
Coñecer a razón pola que me amas
E recoñecer que eu te amo.

Sosteño subterfuxios coa man para reterme no underground
Tirar ao centro
Deixalos caer
Atoparme en pé debaixo do abismo.

Saír da narratividade clásica e escribir un novo drama:
A deconstrución de Electra,
Matar o pai e non vingalo.
Novedades Carminha cántano. E eu báiloo.

Retrocedo un día
E véxoo
Sabendo da mentira
De esquecelo.

NOTA: a fotografia é de Trash Riot.

Sobre o autor / a autora

Sem comentários

Ainda não há comentários

Ninguém deixou um comentário para este post ainda!

ESCREVA UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE POST

Escrever um comentário 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *