AKASA

2 comentários 🕔10:00, 08.Mai 2017

A voz da mãe sempre chega a Deus.
Os filhos, que entre si, se matam
não conhecem o nome da sua estirpe
e a loba ouvia
e o cão raivoso late em fúria
enquanto Marte celebra
sua fugida de Mercúrio.

Em cima habita o Cosmos,
em baixo sua saia sagrada
permuta – a serpente – permuta
no dragão de cabeças múltiplas.
No meio a Voz da psíquica palavra
aos olhos, seu véu, nos oculta

A voz chega ao filho da águia
muito distante para ser entendida.
A voz chega ao filho do falcão
sabendo que é distorcida,
a voz chega ao que sonha
descende de Abraão
em recinto de penumbra.
A voz atinge tua boca
e é fria, muito fria
na praça vermelha
onde o filho do Urso
predica.
Nos Altos do Golã
os exércitos de Gogue e Magogue
agitam, de Ezequiel a profecia …
E tu temes lutar
ao lado dos sanguinolentos bandidos
Quem souber com acerto escolher
o sinal correto no seu já fadado destino?

Todos somos irmãos duma terra
por alegoria virgem,
no oceano sem praias
o trono deu-nos seu primeiro impulso
para criar o primeiro germe
sua essência foi dividida,
na cruz sacrílega do sexo
a essência se crucifica.

Não lutes por eles,
ama teu inimigo.

Sobre o autor / a autora

Artur Alonso Novelhe

Artur Alonso Novelhe

(Galiza)

2 comentários

  1. 🕔 23:55, 10.Mai 2017

    Maria José

    Parabéns amigo, irmão! Na verdade os signos, símbolos, imagens, são meros reflexos dos nossos pensamentos, das nossas acções. Se o ser humano conseguir equilibrar e transmutar o negativo em positivo o mundo será um lugar ou uma casa muito melhor para todos vivermos.com maior harmonia e paz :D Um grande Bem haja para quem ama a paz <3

    Responder comentário
  2. 🕔 12:21, 08.Mai 2017

    lopes@lopes

    Muito bom, através de simbolismos se delineia uma visão do homem no mundo.

    Responder comentário

Escrever um comentário 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *