Nova edição de Scórpio apoiada pela Rede

0 comentários 🕔15:57, 30.Out 2017

«Em 1987 Ricardo Carvalho Calero publica o romance Scórpio que maravilha o mundo cultural galego e recebe o Prémio da Crítica de narrativa. Depois, o silêncio pola sua escolha ortográfica. Três décadas mais tarde, a Através Editora publica de novo o livro consciente da sua enorme qualidade literária e do seu extraordinário valor de memória histórica na recriaçom do primeiro terço do século XX.

Quem é o enigmático Scórpio? Quem é esse rapaz que cresce no Ferrol dos anos dez? Quem é esse brilhante estudante da Universidade de Santiago dos anos vinte? Quem é esse moço que embriaga de desejo as mulheres que conhece? Quem é esse novo poeta que escreve em galego? Quem é esse capitám republicano que luta contra os facciosos?

Esta ediçom de Scórpio conta ademais com um esclarecedor epílogo do professor da USC Arturo Casas que ajuda a decifrar as coordenadas do romance de Carvalho Calero desde a análise da Teoria da Literatura.

*

Ricardo Carvalho Calero (Ferrol 1910 – Compostela 1990) foi um dos maiores inteletuais galegos do século XX, tanto pola sua obra ensaística e criativa como polo seu incansável labor a favor do galeguismo. Interessado desde cedo pola literatura e pola política, estuda na Universidade de Santiago. Em 1933 casa com a companheira de estudos Mª Ignacia Ramos. A Guerra Civil frustra a sua trajetória e depois de lutar no bando republicano é retaliado pola ditadura franquista. Em 1965 torna-se o primeiro professor de galego da Universidade. A partir de 1975 defende umha normativa reintegracionista que provoca, outra vez, a sua marginalizaçom institucional.»

[Através Editora]

*

«Este ano a Associaçom Galega da Lingua (AGAL) lança o projeto ‘Rede Scórpio’ para comemorar o 30 aniversário da primeira publicação de ‘Scórpio’ (1987, Sotelo Blanco) de Ricardo Carvalho Calero. Este projeto conta com financiamento da Deputación da Coruña.

Rede Scórpio’ tem como objetivos principiais dar a conhecer a obra entre a sociedade galega, divulgar a sua importância como testemunho da nossa memória histórica e fomentar a sua leitura. Neste sentido, a primeira das iniciativas é a reedição do livro por meio da Através Editora e que conta com epílogo de Arturo Casas e um booktrailer para ajudar na sua divulgação. Esta nova edição poderá encontrar-se já desde meados deste mês nas livrarias e será distribuído nas bibliotecas da província da Corunha.

A segunda das iniciativas para a divulgação da obra é a convocatória do Prémio ‘Scórpio’ de Narração Breve, que se desenvolverá entre 24 de outubro e 22 de novembro de 2017. Este prémio pretende fomentar o conhecimento da obra promovendo novas criações ao redor dela, já que os textos participantes devem propor entre 1 e 5 novos capítulos para “Scórpio”, respeitando a estrutura tipo dos capítulos da obra. Serão outorgados um primeiro prémio de 750€ e um segundo de 300€ no mês de dezembro no Culturgal. Consulta aqui o regulamento do prémio.

Scórpio (Cartaz)Uma terceira iniciativa do projeto ‘Rede Scórpio’ é a organização de dous encontros com Quico Cadaval, quem contará “Estórias ao pé dum carvalho”. O primeiro encontro será o 2 de novembro no Salón Teatro de Santiago de Compostela e o segundo o 15 de novembro no Ateneo do Ferrol, para o qual se conta com a colaboração do Ateneo Ferrolán e de Rexenerando, S. Coop. Galega. O preço da entrada será de 5€ em ambas as cidades. As entradas vendem-se na bilheteira no mesmo dia do espetáculo. Podem reservar-se previamente por correio eletrónico em rede.scorpio@maos.gal.

Para completar estas atividades, realizara-se uma unidade didática ao redor da obra e do autor e que será de distribuição livre e também serão realizados roteiros nas cidades de Compostela e Ferrol.

Para fazer seguimento de todas as atividades da ‘Rede Scórpio’ criaram-se uma página de Facebook e uma conta de Twitter: @RedeScorpio30 »

[Portal Galego da Língua]

Sobre o autor / a autora

Sem comentários

Ainda não há comentários

Ninguém deixou um comentário para este post ainda!

ESCREVA UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE POST

Escrever um comentário 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *