“Projeção poética” e outros poemas inéditos de Isabel Furini

“Projeção poética” e outros poemas inéditos de Isabel Furini

4 comentários 🕔19:10, 24.Nov 2017

 

 

 

 

PROJEÇÃO POÉTICA

a solidão asfixia a alma e surge o poema

o poema foge da ponta dos dedos
e gesticula
cresce nos interstícios das palavras
e nas sombras projetadas pelo silêncio
serpenteia sobre as calçadas de pedra
onde cantam as gárgulas
pula os muros
e caminha sobre as águas do mar
onde dançam os bêbados e os homúnculos.

 

CATIVO

poetizar com a mente?
com as vísceras?
com os olhos?
com o coração?

é inútil tentar fugir do poema que fascina
ou fere
que alegra a alma
ou ajuda a preencher a solidão

porque a Poesia é água benta e cordura
mas também é escuridão.

 

BÚSSOLA

atordoado escreve um poema
e olha a bussola
a bússola enlouquecida
navega
(sem descanso)
rumo ao local da alegria e da eterna primavera

o poeta sonha com corvos agoureiros
observa lágrimas nos olhos dos anjos
e nos olhos das gaivotas
e percebe nas cartas do tarot o seu destino hostil

poetiza e compreende o propósito da Poesia
:
ser navio para os náufragos
e bengala na escuridão
pois a Poesia auxilia o homem nos momentos de infortúnio
a Poesia mitiga a dor e reinventa a vida

 

POESIA: FUNÇÃO

a solidão avança entre espelhos quebrados
e se alimenta de exílios voluntários
por isso precisamos da poesia
– a poesia auxilia e nos salva dos naufrágios

a poesia nos ajuda a abrir as asas
e coloca em nossos olhos
o brilho incandescente da esperança.

 

TRAVESSIA POÉTICA

desce as pálpebras
analisa as palavras
e canta seus versos
no silencioso espaço de sua alma

acordam palavras adormecidas
e o poema pula da cabeça
entra na caneta
e no caudaloso rio da singularidade
mergulha em metáforas

*

Isabel Florinda Furini é escritora, poeta e palestrante, foi premiada em concursos de Poesia e de Contos no Brasil, Espanha e Portugal; é autora de 35 livros, entre eles “Os Relógios de Dalí” (poemas); é Membro da Academia de Letras do Brasil/Parana; foi nomeada Consulesa da Academia Poética Brasileira, Embaixadora da Palavra pela Fundação Cesar Egido Serrano (Espanha); recebeu Comenda Ordem de Figueiró pela Academia Virtual de Letras. Em 2017 foi convidada para realizar Recital Poético na 36ª Semana Literária Sesc & Feira do Livro da Universidade Federal do Paraná (Curitiba/PR). É também coeditora da Revista Carlos Zemek de Arte e Cultura.

4 comentários

  1. 🕔 20:34, 25.Nov 2017

    Jonas

    Poemas maravilhosos.
    Adorei!

    Responder comentário
  2. 🕔 20:26, 25.Nov 2017

    Vanice Zimerman

    Belos poemas, parabéns Isabel Furini! Abraços, Vanice.

    Responder comentário
  3. 🕔 2:29, 25.Nov 2017

    Neyd

    Parabéns pelo seu trabalho Isabel.

    Responder comentário
  4. 🕔 1:35, 25.Nov 2017

    Isabel

    Agradeço a gentileza, sinto-me honrada. Muito bom ver meus poemas na Revista Palavra Comum.

    Responder comentário

Escrever um comentário 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *