Blogue

🔍Leia o artigo completo A máquina Gonçalo M. Tavares

A máquina Gonçalo M. Tavares

0 comentários 🕔13:30, 27.Mar 2017

O autor talvez mais internacional das letras lusas dispensa qualquer introdução. Também porque até passou pela Galiza nos primeiros tempos do seu fantástico crescimento. Foi a convite em Compostela precisamente da revista Biblos . Eram os primórdios de um grande percurso. Hoje plenamente confirmado. Gonçalo M. Tavares (Luanda, 1970) estourou de início como já sendo autor com aura, e estar apetrechado com exigente gaveta de um dia apontar para o céu. E começou a disparar em

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Formamos un equipo triste. Notas sobre Günther Anders e Theodor W. Adorno (I), por Christopher David

Formamos un equipo triste. Notas sobre Günther Anders e Theodor W. Adorno (I), por Christopher David

0 comentários 🕔10:45, 27.Mar 2017

Para Gabriele Althaus A vida do moralista non é divertida hoxe. Günther Anders, A Obsolescencia do home. O triste saber do que ofrezo aquí algúns fragmentos a quen é o meu amigo … Theodor W. Adorno, dedicatoria de Minima Moralia. As relacións entre Anders e Adorno situáronse, desde o inicio, baixo o signo do malentendido. Ao principio dos anos 1930, Anders, que xa publicou a súa «Contribución a unha fenomenoloxía da escoita» e un texto titulado «Spuck und Radio» ,

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Transmigrantes, por María Alonso

Transmigrantes, por María Alonso

0 comentários 🕔10:15, 27.Mar 2017

Souben que a miña tese obtivera o premio extraordinario de doutoramento da Universidade de Vigo mentres limpaba un retrete como housekeeper dun grande hotel a través dun dos tres contratos zero-hours que tiña naquel momento. Esta imaxe, dunha beleza dramática case kafkiana, representa moi ben a natureza do texto que, daquela, xa estaba a escribir nas poucas horas que tiña libres namentres intentaba triunfar na vida a mil cincocentos setenta e seis quilómetros da miña

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Sobre o Encontro Minho-Galiza 2017, 1 de Abril, por Francisco Abrunhosa

Sobre o Encontro Minho-Galiza 2017, 1 de Abril, por Francisco Abrunhosa

2 comentários 🕔11:00, 23.Mar 2017

Realiza-se a 01 de abril de 2017 o III Encontro Minho-Galiza, desta vez no Auditório de Goián, em Tominho, na Galiza. Nesta edição o mote do debate será a música e as palavras que ela transporta para a interculturalidade e para a identidade da língua. Vai contar com a participação de representantes reconhecidos da intervenção, composição/interpretação musical popular e contemporânea de cada um dos países, entre outros: Pedro Abrunhosa e Ses (Maria Xosé Silvar). O III

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo A crise é um pesadelo rejuvenescido

A crise é um pesadelo rejuvenescido

0 comentários 🕔10:00, 23.Mar 2017

(…) Como fazer duas vezes melhor, se você tá pelo menos cem vezes atrasado pela escravidão, pela história, pelo preconceito, pelos traumas, pelas psicoses, por tudo que aconteceu? Duas vezes melhor como? A vida é desafio – Racionais Mc´s Vinte conto o dia/ O sol no globo. A chuva na moringa/ Dava pro café. Dava pra coxinha/ Leite-moça, pão, farinha. Daria pra motocicleta/ Um dia. Avózinha na janela/ Cuidava de sua vida. Ganhava 70 paus/ O dia de faxina. E a gente sonhava ser/ Entregador de pizza. Contratado -

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Entrevista ao escultor galego Nando Pereiro: “Hoxe en día hai poucas cousas máis subversivas que o compromiso coa procura da beleza”

Entrevista ao escultor galego Nando Pereiro: “Hoxe en día hai poucas cousas máis subversivas que o compromiso coa procura da beleza”

0 comentários 🕔12:00, 20.Mar 2017

- Palavra Comum: Que é para ti a arte? - Nando Pereiro: Para min a arte é, en esencia, unha forma de alquimia, un acto de transformación que acontece primeiro sobre a materia, e mais ao longo do tempo sobre un mesmo e sobre a colectividade, que remata por valorar o traballo do creador e incorpórao ao seu patrimonio cultural, facéndoo seu. Tocante ao primeiro punto, cabe dicir que hai algo máxico en converter a materia

LEIA MAIS
Play video Apresentação da revista DiVersos no Porto, em Santiago e na Corunha

Apresentação da revista DiVersos no Porto, em Santiago e na Corunha

0 comentários 🕔11:34, 20.Mar 2017

Nesta semana, na quarta 22 de março em Santiago (20:00 hs. na livraria Chan da Pólvora) e na quinta 23 na Corunha (no café livraria Linda Rama), a revista DiVersos - Poesia e tradução será apresentada na Galiza. São já 20 anos desde a sua fundação (1996-2016) e mais de 300 nomes da poesia que foram aqui publicados, em língua original ou traduzidos. Contaremos nos dous eventos com a presença do seu editor, o amigo

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Nemancos, por Viki Rivadulla

Nemancos, por Viki Rivadulla

0 comentários 🕔10:00, 20.Mar 2017

“Nas terras de Nemancos, sobre unha lingua de area que se adentra na mar brava, e ao abrigo dun monte de penedos, estableceron o seu fogar homes e mulleres que non tiñan medo a vivir no límite, ao borde do mundo. Nos días de temporal o mar atravesaba esa lingua de area de banda a banda. Nesa terra, o nordés era persistente, pero elas e eles aprenderon a aproveitar a súa forza e convertéronse case

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Entrevista e obra do escritor brasileiro Remisson Aniceto

Entrevista e obra do escritor brasileiro Remisson Aniceto

1 comentário 🕔09:30, 16.Mar 2017

Natural de Nova Era (MG), pequena cidade vizinha da Itabira do Carlos Drummond de Andrade, Remisson Aniceto sempre imaginou que algum dia ultrapassaria as montanhas para conhecê-lo mas, como o poeta já havia advertido bem antes: "tinha uma pedra no meio do caminho". Começou a escrever bem cedo por influência do seu pai que era alcoólatra inveterado, mas cujo vício ainda maior era a leitura. Apesar de pouco saber ler, seu pai não dispensava o

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Liberdade (Grupo Surrealista Galego)

Liberdade (Grupo Surrealista Galego)

0 comentários 🕔09:00, 16.Mar 2017

LEIA MAIS