Blogue

🔍Leia o artigo completo “Projeção poética” e outros poemas inéditos de Isabel Furini

“Projeção poética” e outros poemas inéditos de Isabel Furini

0 comentários 🕔19:10, 24.Nov 2017

        PROJEÇÃO POÉTICA a solidão asfixia a alma e surge o poema o poema foge da ponta dos dedos e gesticula cresce nos interstícios das palavras e nas sombras projetadas pelo silêncio serpenteia sobre as calçadas de pedra onde cantam as gárgulas pula os muros e caminha sobre as águas do mar onde dançam os bêbados e os homúnculos.   CATIVO poetizar com a mente? com as vísceras? com os olhos? com o coração? é inútil tentar fugir do poema que fascina ou fere que alegra a alma ou ajuda a preencher a solidão porque a Poesia

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Renovação

Renovação

0 comentários 🕔10:13, 21.Nov 2017

        A auga volta à auga, o fogo renasce de novo dentro do fogo, enquanto o ar circula e a terra cai acima da terra com sua fina e grossa capa de areia nublando ou tapando teus olhos, antes de definitivamente adormecer no tumulo efémero, com as flores do esquecimento Não te negues a dialogar dentro do teu cérebro eles tentam pulsar tua mente para vibração do confronto. na guerra não existe nenhuma renovação como na Grande Pirâmide de Menphis, onde o aspirante a iniciação usufruía de Osíris seu mistério: o segredo continuo

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Ler teatro: “As cancións que lles cantaban aos cativos”, de Raúl Dans

Ler teatro: “As cancións que lles cantaban aos cativos”, de Raúl Dans

0 comentários 🕔16:17, 15.Nov 2017

Afirmar que Raúl Dans é un dos autores teatrais galegos máis interesantes do momento só é confirmar unha verdade máis ou menos sabida, á parte de non dicir case nada, ou moi pouca cousa: un panexírico e xa está. E constatar que a súa obra As cancións que lles cantaban aos cativos (XXIV Premio SGAE de teatro Enrique Jarciel Poncela), publicada na colección Textos de Erregueté. Revista galega de teatro, outono 2016, e da que

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Porque escreve?

Porque escreve?

0 comentários 🕔16:44, 13.Nov 2017

…pra não calar as vozes que ficam sussurrando no meu ouvindo. Quando ignoro ou forço me afastar delas sinto dores no peito, movimento pedra nos rins, choro sozinho sem motivo, endureço a carne, então é melhor deixar fluir. Não há crença em revolução, nem dever nenhum, nem mesmo a necessidade de ser escritor, nunca tive esse sonho, já disse antes, sempre quis ser jogador de bola, só isso. Quando muleque, em casa não havia livros, não

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo Poemas de Carolina Bustos Beltrán

Poemas de Carolina Bustos Beltrán

0 comentários 🕔11:15, 10.Nov 2017

GENTE NORMAL / GENTE BANAL Sentas-te à frente de três raparigas, todas com o mesmo computador cinzento da maçã branca. Dizes que cómodas são as nossas vidas. Fora faz frio, aqui calor, bebemos café, conectamo-nos ao WIFI. É um momento aparentemente feliz. Uma delas sente-se satisfeita, o seu namorado envia-lhe mensagens, ela carinhas felizes e talvez ele lhe tenha dito uma ou outra coisa coquine. Deve terminar uma dissertação ou um TD para alguma aula de direito em Assas e às 5 da tarde

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo 2º Logos

2º Logos

0 comentários 🕔13:50, 08.Nov 2017

“renúncia o ser que seu ego quer transcender, a exaltar as virtudes de si mesmo” (ditado ainda não popular)       Trabalhamos o madeiro na cruz ate que a rosa dos ventos pouse acima do nosso rostro, libertando nossa visão da ilusão dos sentidos convexos e cegos …Somos tão cegos… Quando a fé deixar de ofuscar a acácia, no deserto, teu discípulo incitará a tornar a senda do velho discernimento: despojado todas as línguas da ignorância que ao dogma se aferra O feminino idealiza, o masculino realiza, ele falou – ignorando que

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo II Festa da Literatura de Chaves (FLIC II)

II Festa da Literatura de Chaves (FLIC II)

0 comentários 🕔13:13, 07.Nov 2017

Na próxima quarta-feira, 8 de novembro terá início a II festa da Literatura de Chaves, tendo como entidade organizadora o Clube dos Amigos do Livro de Chaves, instituição que pertence ao Rotary Club de Chaves. Este evento tem como finalidade a divulgação da literatura na cidade e na região apostando quase em exclusivo em autores flavienses e transmontanos em número superior a duas dezenas. A FLIC II irá contar com onze mesas de trabalho, decorrendo três delas

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo “Boiler Room India” e outros poemas

“Boiler Room India” e outros poemas

0 comentários 🕔13:50, 03.Nov 2017

        BOILER ROOM INDIA Unha sesión de techno na India. Apoloxía do híbrido – Hindol poeta bengalí – Outras respostas, outras preguntas E non ficar no previsíbel. A miña sociedade abúrreme porque ansío o non-homoxéneo. Falo de pretéritos que reeducan a linguaxe. Esta música dáme ganas de ir a un clube e crear o inesperado. Bailar fainos libres: comprender o corpo e intentar capturar o imprevisíbel. Algo que non queremos controlar.   ARMAS / PEACE Alemaña anos 70. Levas esa camisola da RAF para a hora do café E sei que

LEIA MAIS
Play video Nova edição de Scórpio apoiada pela Rede

Nova edição de Scórpio apoiada pela Rede

0 comentários 🕔15:57, 30.Out 2017

«Em 1987 Ricardo Carvalho Calero publica o romance Scórpio que maravilha o mundo cultural galego e recebe o Prémio da Crítica de narrativa. Depois, o silêncio pola sua escolha ortográfica. Três décadas mais tarde, a Através Editora publica de novo o livro consciente da sua enorme qualidade literária e do seu extraordinário valor de memória histórica na recriaçom do primeiro terço do século XX. Quem é o enigmático Scórpio? Quem é esse rapaz que cresce no

LEIA MAIS
🔍Leia o artigo completo O Sáhara Occidental

O Sáhara Occidental

0 comentários 🕔09:00, 25.Out 2017

Derradeiro territorio non autónomo en África despois da fin do apartheid en Namibia e a independencia de Eritrea, o Sáhara Occidental viu a súa descolonización aprazada pola potencia colonial española ata a morte do ditador. Pola presión da “Marcha verde”, o acordo de Madrid do 14 de novembro de 1975 puxo fin á presencia española. A validez de este acordo é posto en dúbida pola Fronte popular pola liberación do Sakiet el- Hamra e do Río

LEIA MAIS